Friday, February 27, 2009

FERRO!

É bastante comum eu dar uma passada por aqui, de vez em quando, só pra ver se

alguém comentou algum dos posts.. Quando sim, tento agradecer via msn, e-mail,

ou qualquer meio que carregue rápido, posto que meu computador não é lá essas

coisas em termos de velocidade. Acontece que minha visão deve ter me enganado,

de modo que só hoje eu vi que abaixo do cartaz do primeiro superdrive de 2009

havia o número "1". E é desse número que trata este escrito.

É complicado falar sobre sensações, percepções, sentimentos e todas essas coisas

abstratas das quais nossa mente se dota para nos aplicar impressões. Dessas

impressões se fazem nossas respostas ao mundo e dessas respostas se faz quem

somos.. a linha por onde vai nossa vida, enfim. Aos onze, doze anos de idade eu

tinha certa dificuldade em me comunicar com as pessoas.. já que a fala nunca me

agradou muito, tinha tentado o piano, a internet e estava seriamente pensando em

telepatia quando um primo deixa na minha casa um antigo violão que pertenceu ao meu

avô e que fora comprado de um hippie por uma pequeníssima quantidade de cruzeiros.

Ao primeiro contato, primeira tentativa de acorde, ouvi um eco. Quase como se todas as

vozes do mundo reverberassem silenciosamente em mim. Era o violão que vibrava, ali
pertinho do meu coração, junto ao meu corpo e eu decidi que seria assim que eu me

comunicaria. E quem quisesse me ouvir ou me falar teria de me encontrar por ali.

Nas andanças nesta incansável busca por comunicação, crendo que sem verbo se

diz muito mais, fui me juntando a outros de causa parecida e essas junções

convertendo-se em bandas e conjuntos musicais. Tive momentos de entendimento pleno,

outros de profunda confusão e "só barulho". Os dias de entendimento fortalecem meus

joelhos e eu penso que é importante continuar e é impossível ser feliz sozinho.

Bom, nem sei direito quando, mas o Cláudio Ferro - figura presente em muitos desses belos

momentos de entendimento -escreveu uma nota arrepiante sobre a performance dos

Casablancas no dia 02 de janeiro. Tenho a dizer que fico feliz que meus acordes tenham feito

parte de algo tão bonito que ele descreveu ali e tudo bem que os Strokes que inventaram
aquelas músicas. É legal estar numa festa onde tocam músicas que eu gosto de ouvir.. e é

muito mais legal estar numa festa onde EU toco músicas que eu gosto de ouvir!

o blog é o AEROPSICODELISMOS e o link direto pra nota está logo abaixo:

5 comments:

Fernando said...

que o silêncio do eco de todas as vozes do mundo permita a tais vozes correrem pela tua pele te tocando suavemente, deixando em ti suas marcas embebidas de tua essência,
te deixando sem te deixar,
banhando de ti
a quem tiver ouvidos de ouvir.

Felipe said...

=~
é isso ai!!!

Claudio Ferro said...

Cara... fiquei bastante tocado com suas linhas. Muito obrigado mesmo.
Agora tu também, é sacanagem... Pô, eu já tinha a Café aqui dentro do peito, depois veio a Casablancas, e tu ainda me apronta o Projeto Peixes? Sacanagem.

Cara, tudo de bom e sucesso pra vocês.
Abraço

Ana Kelen said...

Lindo a parte do post sobre o meu namorado! :D

felype said...

Forma de expreçã, singular.
Belas linhas!